terça-feira, março 17, 2009

Pérolas do Clô

Hoje o Brasil perdeu sua figura mais polêmica, o deputado federal e estilista Clodovil Hernandes, ou simplesmente Clô, 71 anos, vítima de avc.
Enfim, Clô dispensa apresentações. Mas vale registrar que ele se foi como sempre viveu: em grande estilo. Seus órgãos seriam doados para várias pessoas, mas o procedimento não foi possível pela grande hemorragia interna.
Deixo aqui algumas frases dessa figura polêmica, debochada e carismática, que dizia o que bem pensava:

"Eu entrei [na política] mais para ser garoto propaganda da Câmara do que qualquer outra coisa. Porque não tenho feito nada. Eu vim aqui para trabalhar e não para brincar."
Na Folha de São Paulo, em 2007

"Da fruta que eu gosto, o Leonardo DiCaprio gosta até do caroço. Sei disso porque boi preto conhece boi preto."
Na revista "Veja", em 2007, sobre a sexualidade do ator Leonardo DiCaprio

"Digo aos senhores que a única coisa de que tenho medo --já me fizeram muito medo aqui, como estrangeiro que sou nesta Casa-- é da expressão 'decoro parlamentar'. Eu não sei o que é decoro, com um barulho destes enquanto um deputado fala. Eu não sei o que é decoro, porque aqui parece um mercado! Nós representamos o país! Não entendo por que há tanto barulho enquanto um orador está falando. Nem na televisão, que é popular, fazem isso."
Primeiro discurso na Câmara dos Deputados, em 2007

"Será que precisamos de gravata ou de seriedade?"
Na Folha de São Paulo, em 2007

Direita ou esquerda? "Erecto"
"É claro que vou precisar de apoio, porque sozinho a gente não consegue nem se masturbar --tem de pensar em alguém."
Na Folha de são Paulo, em 2006

"Você conhece alguém com 70 anos que tenha essas pernas?"
No Guia da Folha, em 2006

"Estava desempregado e não tenho cara de pobre; não conseguiria nem inventar uma. Precisava fazer alguma coisa. Acordei num domingo de manhã, depois de operado de câncer de próstata, e resolvi escrever um espetáculo. Você sabe, o segredo da cura é o bom humor."
No Guia da Folha, em 2006

"As donas-de-casa me adoram porque sabem que eu vim de baixo. Vivi a história da Cinderela. E pobre gosta mesmo é de luxo."
Na Folha, em 1998

5 comentários:

Flávia disse...

Sempre me diverti com o humor ácido de Clodovil. Ele realmente é uma figura ímpar.
Apesar de admitir sua coragem ao se candidatar a um cargo na Câmara dos Deputados e o seu mérito em conquistar uma vaga entre tantos outros; jamais votaria nele.

Clô fica na lembrança do povo brasileiro, por sua autenticidade.

Conceição Duarte disse...

Pois, é minha linda, obrigada em primeiro lugar, por sua visita.
Quando ao Clodovil, eu senti demais. Agora, como tudo no Brasil, ele vai ser melhor reconhecido e vão entender tudo o que queria dizer, ou dar mais valor para as verdadeira pérolas que soltava. Ele foi coerente o tempo todo, e nem sempre acreditamos nisto. A prova é que'dizia que não erramos nada neste mundo e deixou tudo para Entidades. Muito lindo o que fez na vida.

As meninas do Walter e do Chiquinho rsrsrsrsrsrs, eram muito novas. E na verdade algumas escolas ensinam o inglês, mas tb é comum ouvirmos em aeroporto, em filmes, novelas, livros e quando se compra a passagem, tendo dúvida, perguntamos. Com toda certeza a comapanhia que atendeu a elas, explicou como funciona a coisa. Por mais que seu coração seja grandioso, acredito que ainda, no Brasil e para certas pessoas, falta mesmo um pouco de boa vontade, de cultura, conhecimento, interesse e bom ouvido! E principalmente a vergonha em perguntar e dizer: "Ouvi que a funcionária da empresa tal, nos mandou para este setor, retirar a passagem, mas não entendi o que ela disse extamente..." Mas tudo bem. Vamos tocando a vida e observando o mundo! Adorei sua homengem ao Clodoil
Beijinhus, CON

Conceição Duarte disse...

Zezé, que cooooooisa! Ta aí uma história hilára tb né?

Mala de um padre???? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Oremos, então!

E como a minha história, acabou tudo bem!!!!

Mas que da certa aflição, ah isso dá!

Estas coisas acontecem, quando estamos pelo mundo a fora!!!

Agora, aqui em casa tão me enchendo até hoje, porque descobriram agora, que a mala dela é um tom de verde fechado. E a minha é preta.

Mas acredito mesmo que eu tava mariada....
Bjus CON

caurosa disse...

Olá, passei para uma visita e adorei seu blog, espero poder voltar mais vezes.Concordo com tudo que você escreveu, Clodovil era um homem à frente do seu tempo.

Forte abraço

Caurosa

Pelos caminhos da vida. disse...

Gostava de Clodovil pela pessoa que ele era: polemico,transparente,sincero,leal...deixou saudades.

Obrigada pela sua visita,espero poder contar mais vezes com ela,serás sempre bem vinda.

Bom domingo pra vc.

beijooo.