quinta-feira, maio 08, 2008

O Profeta do Hi5

“Querida R. recebi aquele pequeno texto e devo dizer-te que não tens culpa de nada. Apenas não tenho andado muito bem, ando a tratar uma depressão e por esse motivo não tenho lá grande disposição para estar aqui. A R. foi das mulheres com mais personalidade e saber estar que encontrei neste imenso hi5, Carácter incontornável e de uma sedução para tua idade que me tira do sério do sério e balança comigo até.É um caso muito especial de amizade que começa a tomar contornos mais sérios, na medida que quase me apaixono por voce. Me deixa recuperar um pouco a saúde e cá estarei de novo com poesias e textos que sei gosta”

Olhar sonhador de adolescente à espera do príncipe encantado, semblante tranqüilo. Realmente R.S. é uma mulher fascinante. Aos 54 anos de idade, esta brasileira ainda conserva o ar romântico, mesmo já tendo sofrido desilusões.
As marcas do sofrimento não conseguiram amargurar a doce auxiliar de enfermagem. É através da sua rede de amigos no Hi5 que esta mulher simples se conecta com o mundo. Diariamente, ela envia mensagens de carinho, amor e sabedoria, além de figuras carregadas de pieguismo, para todos os seus amigos e amigas. É assim que ela se livra da solidão.
Os dias frios do sul do país ganharam colorido e sabor quando R.S. conheceu “O Profeta do Hi5”. Sempre carinhoso aos extremos, ele a despertou. Todos os dias, ao abrir sua página, R.S. se depara com poemas de forte apelo romântico e sensual, alguns até eróticos, e na despedida, a marca do sedutor: “beijinhos doces querida”.
Os beijinhos doces do Profeta imediatamente cativaram a mulher. E no msn foi alinhavado o relacionamento virtual. O que para o Profeta é apenas uma brincadeira, para a cinqüentenária poderia ser a esperança de um recomeço. Talvez um dia ele atravessasse o Atlântico e viesse realizar o sonho dela... E esta esperança, alicerçada nas mentiras do Profeta, coloria os dias da doce mulher.



“Pelas suas fotos vejo que é uma mulher com um fascínio muito especial,de uma beleza tão suave que me apaixonou os sentidos.Aquele vestido faz de si,por momentos,uma rainha,ofuscando todo mundo com o seu brilho.Parabéns querida. Também gostaria tanto de conhecer voce pessoalmente! mas o oceano nos está separando! senão que até podíamos ficar noite inteira falando de filosofia e lendo poesia. Me faculte seu email para falarmos um pouco se isso for a sua vontade. Beijos doces querida"

Apesar da pose elegante, a moça do vestido vermelho não consegue esconder uma mistura de sofrimento e agressividade no seu olhar. Rê tem 38 anos e é secretária de um curso de línguas, no interior de São Paulo. Recém- divorciada, com dois filhos pequenos, ferida, ela encontrou consolo nos beijinhos doces do Profeta.
Recém-saída de um casamento infeliz, Rê viu no Profeta o homem ideal. Compreensivo, amigo, carinhoso, conselheiro, o oposto do ex-marido, assim era o novo amor de Rê. E ela se apaixonou perdidamente, chegando a acreditar que tinha importância na vida do seu “Guru”. Quando avisada de que o Profeta é uma farsa, a moça do vestido vermelho preferiu continuar acreditando nas mentiras dele a ter que encarar mais uma decepção...


Alta madrugada fria no Porto. E a esposa do Profeta acorda com seus gritos. Já se passaram 35 anos e o ex-guerrilheiro português ainda sofre com os horrores da guerra de Angola. Lembranças de corpos estilhaçados, o barulho ensurdecedor dos tiros, o cheiro de pólvora misturado com cheiro de sangue e de queimaduras; amigos e inimigos caindo mortos. O cenário dantesco da guerra sempre o atormentou.
Escravizado pela rotina do serviço público e pelo casamento de três décadas, o ex-guerrilheiro se refugia nos livros de Filosofia, Literatura e Sociologia, suas paixões. Mas é no ciclismo que descarrega sua adrenalina. Consegue pedalar por horas, em alta velocidade, e já ganhou diversas disputas de ciclismo profissional. Este é o famoso Profeta do Hi5.
O Profeta não consegue se libertar das dores do passado e das amarras do presente, o que talvez explique a fixação pelo tempo. Sua coleção de relógios de pulso já tem centenas de exemplares, alguns caríssimos e raríssimos. Apaixonado pelo espírito livre dos felinos e dos seus ancestrais ciganos, o ex-guerrilheiro sonha com a própria liberdade, que nunca conheceu.
Quatro anos na África moldaram um homem depressivo, mas ao mesmo tempo vaidoso e sedutor.
Ar de intelectual, “cara de filósofo”, arguto, culto, este é o Profeta do Hi5, estereótipo condizente com a imagem que construiu. Figura contraditória, se diz budista mas se diverte iludindo mulheres carentes. Diz que "apenas alimenta a auto-estima delas". Assim como suas namoradas virtuais, ele também precisa do Hi5 para viver. É nesta imensa rede de amigos e namoros virtuais que o ex-guerrilheiro sente-se livre para ser quem ele às vezes chega a acreditar que é.

6 comentários:

Anônimo disse...

Sei bem do que fala e de quem se trata. Penso que o perfil traçado está bastante "dourado" para quem desconhece os casos em causa. Uma personalidade destas é um perigo, tem de ser tratada e não deveria andar à solta a fazer ytantos estragos. A desculpa do seu passado sofrido não serve para esse dito Profeta andar a fazer sofrer outras pessoas que, com os seus próprios problemas, sofrem duplamente. Se ele quer ajuda, procure-a com os que ele considera seus amigos reais, que convivem com ele e o conhecem (será que tem algum?). Não se esconda atrás de um nome falso, com falsas palavras e falsas promessas. Isso é uma espécie de vingança que ele usa para se sentir melhor. E, repare, alguém é obrigado a manter um casamento infeliz de 3 décadas??? Essas desculpas, essas lamúrias e essas pieguices são já bem conhecidas, é preciso desconfiar.

Anônimo disse...

Eu imagino e acredito que haja até mais do que um profeta do hi5 assim como de outros chats, eu posso até contar uma história também verídica, uma mulher, não interessa o nome, portuguesa, em Portugal, conheceu num desses chats o amor da sua vida, coisa assim parecida com a história que a Zézé aqui descreveu, combinaram até de se encontrar, logo no primeiro encontro, o príncipe encantado, transformou-se num monstro e deu-lhe uma valente tareia, porquê? Só ela o saberá, o certo é que depois disso ela teve que ser acompanhada por um psiquiatra e por um psicólogo. Porque motivo há gente que só se sente bem tratando mal os outros? Só podem ser pessoas muito tristes, mais que tristes, devem ser pessoas que vivem numa infelicidade extrema, porque de outra forma não fariam alarvidades destas. É preciso que histórias verídicas como esta sejam divulgadas, para que mulheres e homens tenham consciência que nem sempre quem está por trás do écran, é o príncípe ou princesa encantado(a), mas sim, alguém pior que o lobo(a) mau (má).

Rose Ked disse...

Zezé... a verdade demora mas sempre aparece... beijos

Anônimo disse...

Eu acredito que haja muitos profetas do Hi5, independentemente do seu sexo. Mais que no Hi5, os programas de chat por voz e imagem terão uma intensidade maior pelas suas características mais expontâneas e directas que quase roçam o real.
Sendo o mundo cibernáutico um escape de frustrações e de depressões o dito profeta vai atentando nas presumíveis presas.
Não creio, contudo, que os ditos tenham esse perfil marcado pelo passado. Haverá casos como o relatado e outros afins mas nem sempre será assim.
Na rua se cumprimento um desconhecido, este pode ficar indignado com o cumprimento e a pensar de onde me conhece. Nos chats é o mais vulgar. Até parece simpatia. Resta saber qual o interesse denotado pelo cumprimento. Os mais sensíveis e carenciados serão certamente as principais vítimas.
Não pretendo com isto dizer que todos são profetas do Hi5 mas estou convencido que são em grande percentagem. Conheço casos de casais que se conheceram pela net, casaram e são felizes. Conheço casos que a net juntou e separou.
A curiosidade em conhecer os meandros da net pode-se tornar em vício e mais tarde ou mais cedo provocar a "cegueira".
Quanto a mim, defendo que é uma forma de escrevermos o livro que eventualmente nunca escreveríamos. O meu juízo sobre os profetas da net está patente na poesia que escrevi "A Ira dos Poetas", constante no meu Hi5. Com isto deixo ficar o meu alerta
a todo(as) que ajuízem bem antes de darem o primeiro passo na escuridão.

Polliana Martins disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
clara disse...

Tendo-me apercebido apenas na presente data do assunto ora debatido, considerando também a minha curta experiência "hifiviana" datada de meados de Abril pp, após leitura atenta dos comentários das postagens que me antecedem, não me coíbo de deixar também algumas considerações :
1- Deduzo haver uma reprodução dos comentários exarados pelo designado " profeta do HI5" e que estão, julgo, acessíveis a todos os elementos do mesmo grupo, não sendo, portanto, confidenciais;
2- Foram aqui relatados por uma jornalista que teve acesso aos mesmos, via Hi5, presumo;
3- São tecidas considerações e efectuados comentários a 2 pessoas do sexo feminino, julgo, às quais o " Profeta do HI5" alegadamente aliciava através do envio de poemas, comentários que considero de alguma forma depreciativos e pouco solidários com as pretensas vítimas. A forma como são descritas confere-lhes uma certa dose de indignidade, de falsa piedade, retrato que eu não gostaria de ver efecuado sobre a minha pessoa, por exemplo no caso da 1º figura, chamada de cinquentenária, ou, no caso da 2ª, de detalhes da sua vida pessoal.
4- Não conheço as pessoas em questão, não conheço a jornalista, sou uma recém chegada ao Hi5 e troco com o designado " profeta do Hi5", sob a forma de comentário aberto a toda a Comunidade, poesias da autoria de poetas portugueses, e outros, tendo sugerido ao membro do grupo esta metodologia com vista a divulgar a literatura nacional e outra, e bem assim conferir ao Hi5 um conteúdo mais sério que vá além dos comentários vazios de conteúdo, ou da maior parte dos temas e tópicos de Grupos, sem qualquer interesse intelectual,
5- O tal " Profeta do Hi5", cujo perfil NUNCA abri e que nem imagina que esta postagem está a ser deixada, foi a única pessoa que deu feedback à minha sugestão.
6- E fá-lo através da permuta de poemas que estão disponíveis no meu perfil, como penso que estarão no dele, de forma a serem lidos por toda a comunidade que se intresse pela temática;
7- Fazer avaliações diagnósticas sobre a personalidade de um sujeito, definir o seu perfil, parece-me algo arriscado, em termos psicanalíticos e psico-sociais;
8- Julgo subentender alguma insinuação da existência do chamado stress post-traumático( é referida a sua estada de 4 anos na guerra de África). Admitindo que tal patologia se configure, cabe aos familiares do sujeito decidirem como lidar com o facto ou factos;
8-É igualmente referido um episódio ocorrido com a esposa do sujeito designado por " Profeta do HI5". Presumo que tenham sido acautelados os interesses da privacidade da mesma; Espero bem!
9- O comentário deixado na última postagem diz muito sobre a NET, sobre a solidão, sobre os porquês de situações desta natureza, ou outras que nos escapam. Todos os comportamentos têm uma motivação subjacente. E aqui, julgo, todos e cada um é vitima de si própria e da sociedade moderna.
10- O objectivo da jornalista será, acredito, denunciar situações de que esta é o paradigma?
Clara